Aos profissionais do controle de infecção

 15/05/2021


Boa parte dos controladores de infecção trabalharam durante a pandemia de Influenza em 2009, bem como, participaram do enfrentamento de outros surtos dentro de hospitais os quais colocaram o controle de infecção em evidência.

Tivemos oportunidade para evidenciar a importância do trabalho de prevenção e controle de infecção desenvolvido dentro e fora dos hospitais.

Hoje estamos diante da maior pandemia dos últimos 100 anos. Diferente das situações vividas anteriormente, nesta pandemia presenciamos um cenário de exaustão de leitos, recursos humanos e suprimentos. Vivenciamos unidades inteiras ocupadas por pacientes com Covid sendo atendidos por profissionais exaustos e amedrontados, vivendo diariamente a rotina da perda de pacientes para a doença.

Mais do que nunca o profissional do controle de infecção está em evidência. Tanto é assim que foram disseminados conceitos antes desconhecidos por outras especialidades, como R0, caso suspeito, confirmado ou descartado, curva epidemiológica, média móvel entre outros. Entretanto, junto com a notoriedade, o controlador de infecção recebeu a missão de implantar e manter medidas de prevenção e controle tanto em relação à Covid, quanto no que se refere às Infecções Relacionadas à Assistência à Saúde.  Em outras palavras, do dia para a noite, os profissionais do controle de infecção se viram soterrados de trabalho com a demanda pela produção de diretrizes, treinamentos, notificações e relatórios diários.

Em meio a tanto trabalho foi preciso ter forças para amparar nossas equipes e colegas além de cuidar de nossos familiares e amigos. Tivemos de ser fortes para encarar a morte.

Agora, a despeito do cansaço, frente a mais de um ano de pandemia, e do medo que ainda sentimos, é necessário seguir adiante. Certamente sairemos ainda mais fortes ao final dessa experiência. Fizemos nosso melhor e continuaremos a fazer.

Parabéns a todos os controladores de infecção!



TAGS

A APECIH

Nossa Missão
Criar condições para diminuir a incidência de infecção hospitalar, através de programas de formação e educação, produção e difusão ágil do conhecimento, além de desenvolver vínculos com organizações governamentais para interferir na política de controle de infecção hospitalar.

Nossa Visão
Ser uma entidade independente, de referência nacional em epidemiologia voltada para os serviços de saúde e especialmente para prevenção e controle das infecções a eles relacionadas.

Filosofia de Trabalho
Atender aos nossos clientes com profissionalismo, mantendo postura ética, preservando o caráter multidisciplinar e a credibilidade da associação.

Cristiane Schmitt
Atual Presidente

Nossos Canais de Contato

Redes Sociais

   

Localização

Localização via Google Maps

Parcerias

  • CNPH
  • ABIH